My Sound Mag

Cartazes, Horários e música

Música, Televisão e...

2022/01/14

A VIDA DE MICKAEL CARREIRA: 20 CURIOSIDADES

Mickael Carreira é considerado um dos cantores mais populares da nova geração, mas será que conhece tudo o que se passou desde o início. Com uma carreira de quase 10 anos, Mick é um dos cantores mais cobiçados pelas fãs nacionais, cimentando uma carreira internacional com cantores e produtores mundialmente conhecidos e nós vamos mostrar como foi desde o início.



BI

Nome: Mickael "Carreira" Antunes
Alcunhas: Mick, Micka, Mica
Filiação: Tony Carreira e Fernanda Antunes
Local e data de nascimento: Dourdan, 3 de Abril de 1986 
Altura: 1,86 m.
Género musical: Pop latino





Infância





Desde bem cedo Mickael Carreira teve de lidar com a fama por ter como pai Tony Carreira. Mickael Carreira passou grande parte da sua infância em França. Segundo o próprio "tive uma infância bastante feliz"

No entanto a felicidade de Mickael, constrastava com a ausência do pai. A tristeza da ausência de Tony Carreira levou a que Mickael não falasse muito do facto de sentir falta de Tony, quando este estava em Portugal nos concertos que o tornaram um dos maiores ídolos nacionais.

Aos 15 anos, Mickael Carreira veio para Portugal quando toda a família regressou de França. Aqui continuou a estudar e alimentar o seu sonho... ser  um ídolo como o pai.

Nesta fase, Mickael Carreira já acompanhava alguns concertos do pai  e com o passar dos anos o bichinho da música começou a falar mais forte. 

Depois de ter aprendido a tocar guitarra (instrumento que o pai também toca) Mickael Carreira mesmo ainda enquanto estudava, começou a desejar os seus primeiros 5 minutos de fama. E afinal filho de peixe... sabe nadar.

Carreira


Mickael Carreira em 2006-2007: Mickael



Mickael Carreira começou a escrever os seus primeiros temas aos 18 anos. Apesar de ter tido mais apoio do seu pai do que de Fernanda, que tinha noção "dos trabalhos" que dava ter mais um artista na família, Mickael demorou quase um ano e meio para produzir o seu primeiro trabalho com Ricardo Landum.



"Mickael" sai para as lojas no dia 14 de Julho de 2006 apenas com 13 faixas tendo como primeiro single "Depois dessa noite" Posteriormente, sai a edição CD mais DVD com 15 temas.

No primeiro álbum Mickael, que estudava viu-se de repente sobre as luzes dos holofones e quem não se sente deslumbrado por estes factores. No entanto, foram Tony e Fernanda que chamaram o jovem Mick à realidade e que o mais importante seria a música.

Este ínicio não foi fácil para Mickael. A mais valia que poderia ser o nome Carreira para determinados públicos que já gostavam do pai, foi um handicap para grande parte da critíca que via o sucesso de Mickael apenas como mais um sucedâneo do êxito do pai. Mas Mickael logo nos primeiros trabalhos mostrou que era bem mais do que apenas mais do que o "filho do Tony".

Primeiro concerto



O primeiro concerto a solo é sempre um grande momento para qualquer artista. E Mickael Carreira não foi excepção. Depois de ter recebido a dupla platina por vendas de 40 mil discos, Mickael começa a preparar o que seria a primeira digressão. Para este concerto tão especial trabalhou durante duas semanas com cerca de 60 pessoas. Afinal seria o primeiro e para uma audiência esgotada de 10000 pessoas.


Este foi apenas o primeiro concerto da apresentação do seu trabalho que iria durar até Setembro de 2007. Durante este período não teve apenas concertos em Portugal, como em algumas comunidades portuguesas no estrangeiro em países como França, Suiça ou Canada.

Globos de ouro


Num ano que prometia ser o primeiro de muitos êxitos e sucessos, Mickael Carreira foi pela primeira vez galardoado como Artista Revelação nos Globos de Ouro de 2007. Nomeado com artistas como Yolanda Soares, Nigga Poison e Cindy Kat, Micka foi eleito pela critica como a revelação de 2006.


Mickael Carreira em 2007-2010




Entre Nós


Depois de ter terminado a primeira tour, Mickael Carreira lançou o seu segundo trabalho intitulado "Entre Nós" pela editora Vidisco. Posteriorimente saiu  uma edição com um cd e dvd. Este trabalho não teve o sucesso do primeiro tendo tido "apenas" um disco de ouro e um disco de platina

Apesar do sucesso comercial não foi tão grande como o seu primeiro álbum, mas o sucesso foi transferido para a estrada durante 2007.

Trabalho recompensado


2007 foi o primeiro ano de estrada do cantor e em épocas onde as vacas não eram tão magras como hoje em dia se revelam para as câmaras municipais e para as organizações das festas, Mickael Carreira  foi considerado o segundo artista mais bem pago do ano, chegando cada concerto do ídolo a chegar aos 22 mil euros, só superado pelo seu pai. 

No entanto, Mickael Carreira nunca deixou os seus créditos por mãos alheias e desde cedo começou a levar um espetáculo de luz e som bastante acima da média nacional, comparado ao que era habitual em artistas como Eros Ramazzotti.

Coliseu do Porto


A tour Entre Nós que servia de apresentação ao seu segundo trabalho foi iniciada num dos mais conceituados palcos do norte. O Coliseu do Porto viu pela primeira vez a luz do novo álbum de Mickael Carreira num concerto esgotado por fãs que esperaram horas e horas à porta do recinto portuense para que pudessem entrar. Este primeiro concerto ficou marcado pelo primeiro dueto de Mickael Carreira com Tony Carreira na música "Filho e pai".

Mudança de editora




Apesar do sucesso do primeiro trabalho, a queda de vendas no álbum "Entre Nós" fez com que a Vidisco fosse colocada para trás, e no inicio de 2009 surgiu a ligação com a Farol.

Depois dos dois primeiros trabalhos terem sido lançados por uma brand mais ligada à música popular e ligeira, a Farol representa artistas com outra nomeada como era o caso dos DZRT ou de Tony Carreira que eram grandes nomes nas vendas nacionais.

Esta mudança trazia não só a abertura a outros públicos, e outras estratégias comerciais, mas também uma presença nas telenovelas da TVI, uma vez que a Farol era responsável por grande parte das bandas sonoras das produções nacionais do canal de Queluz de Baixo. As músicas "Sem ti" e "Podia parar o tempo" são temas de duas telenovelas da TVI surgindo nas suas colectâneas da Farol.



Tudo o que eu sonhei


A 20 de Maio de 2009 sai o primeiro trabalho de Mickael Carreira para a Farol com o título "Tudo o que eu sonhei". A sonororidade latina com um toque de música romântica traz Mickael Carreira novamente aos tops nacionais com 13 músicas das quais sairam os singles "Chama por mim" ou "Podem passar mil anos". Este trabalho foi gravado e produzido em Paris tendo como principais produtores FB Cool (mistura) e Patrick Olivier (arranjos) e com letras de Ricardo Landum e Tony Carreira.

Mickael Carreira: 2010-2012


Coliseu de Lisboa


O Coliseu de Lisboa (à semelhança do Coliseu do Porto) é aquele palco mítico onde todos os artistas querem actuar não só pela simbologia que este confere de ser uma das mais tradicionais casas de espetáculo de Lisboa mas também porque só os melhores artistas actuam nesta sala alfacinha. E Mickael Carreira teve o seu segundo momento de grande glória no dia 6 de Fevereiro de 2010.

O Coliseu de Lisboa esgotou para ver o primeiro espetáculo da 4ª digressão de Mickael Carreira. Para além das estruturas habituais de luz e som, havia um extra que levava a pensar que depois de "Tudo o que eu sonhei surgiria um CD/DVD ao Vivo.

Ao vivo


Em 31 de Maio de 2010, sai o CD/DVD Coliseu ao vivo com 15 músicas e com as participações especiais de Angunn (em Chama Por mim) e Tony Carreira (Filho e Pai) Este trabalho conta ainda com três temas inéditos produzidos pelo produtor mexicano Armando Ávila.  Para os mais desconhecidos, este é um dos melhores produtores de música latina, tendo ganho diversos Grammys Latinos e bandas sonoras de séries no México.

Digressão mais curta


2011 marcou o ano que Mickael Carreira teve menos concertos em Portugal. Foram "apenas" 40 concertos que tiveram a presença do artista. Mas a razão essa só seria conhecida posteriormente porque o tempo faltou entre os concertos e o trabalho seguinte que estava a ser produzido bastante longe de Portugal o que levou Mickael a ter de dividir o seu tempo entre os diversos locais nacionais onde tinha concertos e Miami.

- Viver a vida




Mas ao contrário de muitos que vão para Miami apenas para curtir a vida, Mickael Carreira trabalhou durante 2011 e ínicio de 2012 com Rudy Pérez e Julio Reyes Copello, dois produtores de música pop latina que já trabalharam com os maiores astros mundiais deste género como Jennifer Lopez, Beyoncé, Ricky Martin entre outros.

As fãs puderam ter acesso a viver a vida no dia 7 de Maio de 2012 com 12 temas originais dos quais saíram como principais hits "Dança Comigo", "Viver a vida" e "Porque Ainda te amo".

Outro tema que deu muito que falar foi o dueto de Mickael Carreira com Rita Guerra em "Volto a ti" demonstrando que seria mais uma parceria vencedora no percurso de Mickael Carreira.

Elogio na Billboard


Apesar das vendas de Viver a Vida não terem sido alcançadas conforme as espectativas iniciais, os singles retirados do mesmo e a sonoridade mereceram elogios de Julio Reyes Copello na Billboard, uma das mais importantes revistas da indústria musical. Demonstrando toda a sua influência musical, Copello coloca Micakel Carreira ao lado de grandes nomes da música mundial como Nelly Furtado, Diego Torres ou Marc Anthony.

Mickael Carreira: 2013-2015





Depois dos êxitos e do seu trabalho com alguns produtores da América Latina, Mickael Carreira dá um grande passo para a internacionalização ao assinar um contrato com a Warner
Music. Recordemos que esta produtora discográfica promove artistas como Bruno Mars ou Metallica, pelo que foi um passo de gigante no mercado para onde Mickael Carreira iria gravar.

Banda Sonora "Por siempre mi amor"


E o primeiro êxito para o mercado da América Latina não tardou na banda sonora da telenovela mexicana Por Siempre Mi Amor, "Yo puedo esperar" foi o tema que acompanhou o casal Aranza (Thelma Madrigal) e Esteban (Pablo Lyle) e que sempre que passava na televisão o streaming do youtube e as pesquisas no google aumentavam exponencialmente.

The Voice Portugal




Reconhecido em Portugal pelo seu sucesso, Mickael Carreira fez parte do restrito lote de artistas que fez parte do juri do The Voice Portugal. Acompanhado na segunda série por Anselmo Ralph, Marisa Liz e Rui Reininho, sendo substituído este último na terceira por Áurea. Enquanto o protegido de Mickael Carreira, Nuno Ribeiro apenas se quedou pela 4ª posição, na última temporada do programa a aluna do mentor Mica, Deolinda Kizimba venceu o concurso na final.

Bailando


No dia 22 de Agosto de 2014 surge o maior êxito de sempre de Mickael Carreira. Surgindo num dueto com Enrique Iglesias, Mickael Carreira foi escolhido para a versão nacional do tema "Bailando". Este tema que tinha feito parte do álbum "Sex and Love" do filho de Julio Iglesias, eleva a notoridade nacional e internacional de Mickael Carreira. Passado um ano do seu lançamento o vídeo contava com mais de 30 milhões de visualizações no Youtube e airplay em rádios onde Mickael Carreira não estava habituado a passar.


Sem Olhar para trás


Poucos meses depois de ser lançado o hit bailando é lançado "Sem Olhar para trás", o quinto álbum de originais de Mickael Carreira. Para além da participação de Enrique Iglesias no tema Bailando, Mickael Carreira junta-se em dois temas a B4 (C4 Pedro e Big Nelo) e Anselmo Ralph, artistas bastante renomados em Angola. Deste trabalho saem os principais singles "Só mais uma noite", e "A noite ao contrário".

LR




Depois de Cristina Ferreira ser a primeira grande embaixadora local da marca alemã LR Health & Beauty, Mickael Carreira foi o segundo grande nome nacional a ter direito ao seu próprio perfume.

Conhecida por aliar as vendas directas de produtos de cosmética a artistas internacionais, Mickael Carreira surge como uma grande oportunidade da marca alemã penetrar num mercado português que admira o artista, e após meses de planeamento surge o perfume de Mickael Carreira no dia 24 de Outubro em pleno Meo Arena.

Primeiro MEO Arena


À semelhança do seu pai que conseguiu ano após anos encher o MEO Arena com as suas fãs incondicionais, Mickael Carreira teve a primeira oportunidade que tal acontecesse no dia 24 de Outubro de 2015. Numa mega produção só ao nível dos concertos do pai, foi colocado um M gigante junto ao palco para um concerto que foi memorável para grande parte das fãs que estiveram horas à porta para entrarem. O alinhamento foi um resumo dos principais singles da carreira de Mickael Carreira não faltando o melhor que hoje em dia é possível em luz, som e efeitos especiais.

Singles de Mickael Carreira


  • Depois Dessa Noite
  • Dou a Vida Por Ti
  • Não Me Esqueço de Ti
  • Outra Noite Contigo
  • Podem Passar Mil Anos
  • Chama Por Mim
  • O Que Vai Ser de Nós (Um Sem o Outro)
  • Como Uma Tatuagem
  • Dança Comigo
  • Volto a Ti (part. Rita Guerra)
  • Viver A Vida
  • Porque Ainda Te Amo
  • Yo puedo esperar
  • Bailando
  • La Despedida
  • Tudo O Que Tu Quiseres (part. B4)
  • A Noite ao Contrário


Entrevistas